segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

De 21 a 24 de maio - Rondônia Rural Show 2014

Com inovações, a feira do agronegócio acontece de 21 a 24 de maio deste ano no parque de exposições Hermínio Victorelli (Expojipa), em Ji-Paraná.

A ampliação do número de expositores e a superação das edições anteriores em volume de negócios são os objetivos da edição deste ano da Rondônia Rural Show. A afirmação é do secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri) Evandro Padovani que presidiu reunião estratégica sobre a organização da feira na manhã de sábado, 18, no local do evento.

A Rondônia Rural Show é uma feira de tecnologias e oportunidade de negócios voltados ao setor agropecuário. “Estamos envolvidos na organização deste evento desde o mês de setembro passado e projetamos inovações para a edição de maio próximo”, adiantou o secretário Padovani, bastante animado com a reprodução do evento que deverá projetar Rondônia em nível nacional no âmbito das feiras de negócios.

Na reunião, que envolveu parceiros oficiais como a Emater, Sedam, Prefeitura, Associação Rural de Rondônia (ARR) e representantes do comércio agropecuário da região Central do Estado, o secretário Evandro Padovani destacou que é ordem do governador Confúcio Moura transformar a Rondônia Rural Show num evento de grande porte e que projete a feira em nível nacional nos próximos cinco anos.

O secretário informa que neste ano a feira deverá ocupar um hectare e meio de área de abrangência do parque de exposições oportunizando mais espaços aos expositores e, consequentemente, mais atrativos ao público visitante. “A Rondônia Rural Show a cada ano avança nos objetivos e se consolida numa referência em agronegócio”, avaliou o secretário, ao percorrer com os parceiros a nova área que também será utilizada no evento.

“Num futuro próximo, a nossa área já será pequena para acomodar a Rondônia Rural Show”, avalia o presidente da ARR, o pecuarista Carlos Lira.  O presidente diz ter chegado a essa conclusão devido ter acompanhado de perto o crescimento do evento desde a realização da primeira edição.

“O Governo da Cooperação implantou a feira e a tendência de agora em diante é de que a iniciativa privada abrace a causa e assuma a dianteira na organização e realização do evento anualmente”, disse Padovani, explicando que a assistência e apoio técnicos ficam por conta do Estado.

Para o empresário do agronegócio Vidal Hilgert, a Rondônia Rural Show já se configura como o evento do gênero mais esperado da região. “É um salto”, sintetiza Hilgert, sobre a representatividade e dimensão do evento em Ji-Paraná. Quanto ao distanciamento do Governo na organização da feira, o empresário Vidal é favorável e taxativo: “as feiras do gênero nos estados do Paraná e de São Paulo já caminham com as próprias pernas e dependem dos governos apenas na questão técnica”. “A Rondônia Rural Show está no trilho certo”.

José Augusto P.S. Chaves é supervisor agropecuário de uma empresa do ramo instalada em Ji-Paraná e expositora na Rondônia Rural Show desde o início da feira. Segundo ele, neste ano a empresa vai inovar na área cafeeira e de piscicultura. “É uma vitrine importante. Nos aproxima mais do público consumidor”, diz o supervisor, satisfeito em poder expor os lançamentos em estante a ser instalado na nova área destinada a Rondônia Rural Show no parque de exposições.

Na primeira edição da feira, ocorrida em maio de 2012, foi movimentado R$ 186 milhões em negócios. No ano seguinte, a movimentação financeira saltou para R$ 244 milhões. “Ainda é cedo para fazermos um prognóstico de valores para este ano, mas certamente vamos superar os movimentos anteriores”, anima-se Padovani, confiante na ampliação que a Rondônia Rural Show receberá este ano e a entrada de mais um banco oficial no evento, a Caixa Econômica Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário